Perguntas e Respostas

1. Qual é o objectivo da criação da Comissão de Desenvolvimento de Talentos?
A sociedade de Macau, desde o estabelecimento do Governo da Região Administrativa Especial de Macau, tem-se desenvolvido a um ritmo rápido, verificando-se, ao mesmo tempo, uma necessidade cada vez maior e urgente de procura de quadros qualificados. Neste contexto, para promover, de forma favorável, a construção de um “Centro mundial de turismo e lazer” e de uma “Plataforma de serviço comercial entre a China e os países da língua portuguesa”, correspondendo às exigências para o desenvolvimento social e em prol do bem-estar da população e no reforço à formação e reserva de quadros qualificados, o Governo da RAEM, em 2013, propôs um mecanismo eficiente de longo prazo para a formação de talentos. Assim, no início de 2014, foi criada a Comissão de Desenvolvimento de Talentos, para definir, planear e coordenar uma estratégia de desenvolvimento a longo prazo para formação de talentos na RAEM. Compete, ainda, à Comissão, conceber as medidas e políticas de curto, médio e longo prazo, destinadas à respectiva formação, construindo um mecanismo que incentive a retenção de talentos e, o regresso a Macau dos que se encontrem no exterior, promovendo a coordenação de acções importantes, relativas à formação de quadros qualificados, sob a forma de cooperação local, regional e internacional.

 

 
2. O que se entende por talentos? São apenas aqueles que possuam formação superior ou poderá sair um mestre de cada sector?
Não há uma definição clara para talentos, nem um critério objectivamente definido para os mesmos, mas é de afirmar que talentos não são necessariamente somente aqueles que tenham formação superior.

O pessoal que possua qualificações profissionais (certificado) ou certificação profissional, ou que reúna experiência de gestão comercial (ou organizacional) ou empresarial, ou que possua formação superior, ou que detenha outras especializações, tem mais vantagens na concorrência a bolsas de trabalho ou a promoção. Contudo, para aquele que é muito trabalhador, diligente e nunca cessa de dominar conhecimentos na sua área, este pode desenvolver-se à base de experiências adquiridas ao longo do seu percurso de trabalho, à procura da perfeição e, ao mesmo tempo, persiste em adquirir conhecimentos profissionais, elevando as capacidades técnicas, para que um dia possa tornar-se mestre da sua área.

 

 
3. Presentemente procede-se ao registo de informações de talentos, gostaria de saber a quem é destinado? Quais são as vantagens após o registo?
Os residentes da RAEM que possuam qualificações profissionais (certificado) ou certificação profissional, que reúnam experiência de gestão comercial (ou organizacional) ou empresarial, que possuam formação superior, ou que detenham outras especializações podem efectuar o registo. Após o procedimento do registo, permite que o Governo da RAEM obtenha esses dados científicos, servindo de referência fundamental para a definição das respectivas políticas. Para os residentes de Macau que se encontram no exterior, este registo das informações de contacto ser-lhes-á útil para possível contacto, assim como, para lhes dar a conhecer as últimas notícias sobre as actividades desenvolvidas em Macau.

 

 
4. Como se definem elites, quadros qualificados e especializados e quadros técnico-profissionais?
No acto de promover o desenvolvimento contínuo da sociedade, não depende só do número suficiente de talentos, mas também da existência de uma estrutura de talentos adequada, que é um factor importante a considerar. Nas Linhas de Acções Governativas do Governo da RAEM foram apresentados respectivamente o “Programa da formação de elites”, o “Programa de incentivo dos quadros qualificados e especializados” e o “Programa de incentivo aos quadros técnico-profissionais”.

O “Programa da formação de elites” visa seleccionar talentos de topo em vários sectores sociais e facilitar-lhes a frequência de cursos, de acções de formação e de estágios, entre outros, em universidades de renome, instituições públicas ou empresas modernas do Interior da China, ou do exterior, através de planos de cooperação, para a formação e a reserva de quadros altamente qualificados de Macau.

O “Programa de estímulo aos quadros qualificados e especializados” terá como objectivo prestar apoio aos quadros especializados que já tenham uma formação ou experiência sólidas, ou, ainda, que demonstrem um desempenho de relevo na sua especialidade profissional, através do prosseguimento de estudos ou aprofundamento, em postos de trabalho, da sua experiência profissional, progridem assim de forma rápida.

O “Programa de incentivo aos quadros técnico-profissionais” terá como alvo talentos técnicos dos diversos domínios, em relação aos quais se regista uma procura emergente e, visa facultar-lhes uma formação mais aprofundada, em prol do desenvolvimento acelerado e diversificado de Macau.

Elites referem-se ao grupo de pessoas que possuem qualificações profissionais ou técnicas, desempenhando funções de liderança do sector, havendo por exemplo: elites comerciais, cientistas patenteados, elites políticas, elites militares, etc.; quadros qualificados e especializados referem-se ao grupo de pessoas que possuem habilitações académicas e qualificações consideravelmente mais altas, como médicos especializados, advogados seniores, pilotos, engenheiros electromecânicos, agrimensores, técnicos de laboratórios, etc.; quadros técnico-profissionais referem-se ao grupo de pessoas que geralmente possuem determinada técnica profissional, cujo sector se aplicam, havendo por exemplo: condutores de autocarros, canalizadores, carpinteiros de obras de remodelação, operadores de guindastes, jardineiros, armadores de ferro, guardas de segurança e entre outros.

 

 
5. Qual é o efeito da base de dados de talentos para pessoas individuais ou empresas? Caso os serviços públicos sejam os responsáveis pelo serviço de bolsas de contacto, os dados pessoais dos cidadãos vão ser divulgados ou não?
A base de dados de talentos recolhe os dados de talentos locais, cujo fim é para prestar serviço de bolsas de contacto a pessoas individuais e empresas, sendo um dos pontos de desenvolvimento. No futuro, quando se iniciar o serviço de bolsas de contacto de base de dados de talentos, disponibilizar-se-á, por diversos meios, informações respeitantes aos talentos de diferentes instituições ou associações, para dar a conhecer o pessoal que possui qualificações profissionais ou técnicas. A base de dados desempenhará o papel de uma ponte de ligação entre pessoas individuais e empresas.

Contudo, é de salientar que os dados pessoais dos residentes estão protegidos pela “Lei da Protecção de Dados Pessoais”, cujos trabalhos inerentes cumprem exclusivamente as disposições previstas, jamais esses dados poderão ser divulgados.

 

 
6. Qual é o modelo ou a política em concreto para a formação de talentos? No modelo de formação de talentos do governo ou da organização cívica, qual será o modelo mais vantajoso para a situação actual de Macau?
Em primeiro, é de salientar que a formação de talentos não é simplesmente da responsabilidade do governo ou de alguma organização cívica, esperamos que seja um trabalho de equipa de diversos sectores da sociedade, permitindo assim a participação e contribuição de todos.

Falando de um modelo mais ideal, enquanto envidamos esforços para a formação de talentos, podemos alcançar os passos de planeamento, avaliação e coordenação, isto é, num primeiro passo, com o esforço dos diversos sectores da sociedade, estudar e definir conjuntamente as orientações e o planeamento do desenvolvimento integral respeitante à formação de talentos, no intuito de sob o quadro geral do planeamento, cada um dos sectores desempenhar devidamente as suas funções. Cabe à Comissão de Desenvolvimento de Talentos fiscalizar periodicamente a situação e coordenar oportunamente quando for preciso.

 

 
7. Já existe a Base de Dados dos Recursos Humanos Qualificados do Ensino Superior. Por que razão se faz agora de novo o registo de talentos? Existe alguma relação entre as duas?
A Base de Dados dos Recursos Humanos Qualificados do Ensino Superior faz parte da base de dados dos talentos que, através do projecto “Subsídio para aquisição de material escolar a estudantes do ensino superior” e da recolha de dados dos estudantes junto aos estabelecimentos de ensino locais, obtem os dados dos estudantes efectivos inscritos nos cursos de ensino superior, encarregando, em seguida, as entidades académicas de fazerem, perante diversos sectores, uma avaliação prévia das exigências dos talentos do ensino superior e, através de um estudo comparativo dos dados obtidos, uma previsão da situação da oferta e procura de talentos no futuro.

Como a base de dados acima referida se destina apenas aos qualificados do ensino superior, o conteúdo da informação não inclui ainda os residentes sem formação do ensino superior, nem abrange aqueles que já concluíram os cursos de ensino superior. Para ter uma visão mais global da situação dos talentos locais e a sua distribuição a nível profissional e especializada, esses dados são uma referência importante para a definição de políticas, pelo que, é necessário de proceder à recolha de dados de uma forma mais extensa. Assim, esta Comissão está a proceder a uma análise de dados estatísticos acessíveis ao público dos diversos serviços públicos, encorajando os residentes de Macau que possuam qualificações profissionais (certificado) ou certificação profissional, ou que reúnam experiência de gestão comercial (ou organizacional) ou empresarial, ou que possuam formação superior, ou que detenham outras especializações, a acederem à página electrónica da Comissão de Desenvolvimento de Talentos para fazer a respectiva inscrição, construindo assim a base de dados de talentos.

 

 
8. Quais são os meios para apresentar as opiniões dos cidadãos junto à Comissão de Desenvolvimento de Talentos?
A Comissão de Desenvolvimento de Talentos está disponível para ouvir as opiniões ou sugestões dos cidadãos, através do telefone número 2855 5108, ou por correio electrónico para o endereço info@scdt.gov.mo ou por correio para a Avenida da Praia Grande nº 599, Edf. Comercial Rodrigues, 14° Andar B, Macau.